• Lucid Dreaming - Dream Views




    View RSS Feed

    iBranko's Dream Journey

    DC Affection

    by , 11-14-2013 at 01:24 PM (304 Views)
    14.11.2013
    NON-DREAM DREAM LUCID

    Fui dormir as 00:30 repetindo o mantra "Eu sempre tenho sonhos lúcidos" até não conseguir mais me concentrar na frase e peguei no sono. Acordei as 4:00 ou 4:30 com o meu despertador para tentar executar a técnica FILD, mas não consegui fazer pois peguei no sono. Despertei as 4:50 com o despertador e o coloquei pra despertar as 5:50. Voltei a dormir e sonhei:

    Eu estava em um elevador, retangular, largo porém estreito, sem portas na frente. Parecia um elevador de serviço com apenas uma "barreira" que se fechava por baixo até a altura da canela. Quando o elevador estava subindo, uma mulher acompanhada de uma garota dizia que a garota precisava subir e a colocava no elevador em movimento. A garota parecia ter algum tipo de dificuldade de locomoção. A garota tropeçou e se apoiou no meu ombro direito, me pedindo desculpas. Eu reparava que era uma garota muito bonita, magra, pequena, de cabelos ruivos e pele branca. Ela me agradecia por eu tê-la "apoiado" e dizia que se casaria comigo. Eu brincava: "Conversa com a minha esposa sobre isso", mas eu realmente me sentia atraído por essa garota e triste por não poder me relacionar com ela. Sentia uma afeição por ela. No momento parece que a Juliana estava do meu lado esquerdo, mas não a vi.
    Daqui eu me via num tipo de parque, me via de frente, mas não era realmente eu. Era alguém mais encorpado, e o rosto não parecia o meu, nem o cabelo. Não lembro o que houve aqui, mas em seguida eu via um prédio, parecia estar de noite, e eu tentava ajudar essa garota, subindo o carro dela pelo lado de fora do prédio(?). Não me lembro como fazia isso, mas era algo como levitar o carro por cima com um raio de tração. Algo aconteceu e o carro desabou sobre o prédio, destruindo completamente ambos. Eu me propunha a reconstruir o prédio, e me via em 3ª pessoa juntando vigas e reerguendo o prédio.
    Depois disso eu via um rapaz gordo, alto, sardento e com cara de chato/folgado (o perfeito esteriótipo do garoto grande da escola que faz bullying). O garoto assistia uma gravação de uma festa onde via um garoto sentado com um capacete em formato de tigela, com alguns detalhes que não consigo lembrar. O garoto sentado parecia familiar, algo parecido com o Tom Hiddleston. O garoto gordo via algo que ligava o garoto sentado a mim. Ao que parece, o gordo estava tentando me encontrar. Nessa hora eu me lembrava dessa festa como se eu realmente estivesse estado lá em sonho antes mesmo da cena do elevador, mas não sei de onde veio essa lembrança. O gordo pegava o garoto de capacete e o levava a algum lugar, como quem fosse prestar um depoimento e entregar o ligamento do garoto comigo, como se mais alguém estivesse atrás de mim. Nessa hora o garoto de capacete não era mais um garoto, mas sim um garota. Ela sentava e o gordo dizia algo como "Ela ainda me ama". Alguém perguntava algo a ela mas a garota não respondia ou não conseguia responder. O gordo dizia "Ela é lésbica...".

    Acordei com o despertador.
    [Ontem a Juliana me contou de um ex amigo que tentava ficar com ela. Disse que o cara era imaturo e dizia pras ex dele "Ela ainda me ama". Recentemente houve uma festa de aniversário de uma amiga dela, Mayara, para a qual fomos convidados. Ela sentiu que não deveria ir. Ontem ela descobriu que esse cara foi, mas como ele já não mora mais perto e nem mantém contato, ela acredita que o motivo foi para encontrá-la e nos irritar. Isso talvez explique o garoto chato procurando alguém na festa e, depois de encontrar dizer para alguém que essa pessoa ainda o ama].

    Submit "DC Affection" to Digg Submit "DC Affection" to del.icio.us Submit "DC Affection" to StumbleUpon Submit "DC Affection" to Google

    Comments